Entre em contato conosco

Home » Blog

Blog

A tendência das mamas pequenas e naturais está de volta!

Até poucos anos atrás, a expectativa e o desejo da maioria das mulheres em relação ao
resultado de uma mamoplastia de aumento era conquistar mamas volumosas, com um colo
bem marcado e redondinho. Porém, a tendência da vez – e que promete permanecer por um bom tempo – é a naturalidade!

Neste sentido, tanto a mamoplastia de aumento, como a mastopexia com prótese visam
recriar mamas menores, um colo mais delicado e a colocação de implantes anatômicos, que
imitam o caimento natural dos seios, sem perder a jovialidade.

Outra caraterística que já é quase uma unanimidade nas cirurgias é a busca pela redução na
largura das mamas. Mamas largas geralmente passam a impressão de estar fora do peso, ao
contrário das mamas mais estreitas que denotam uma certa elegância ao tórax feminino.

A evolução das próteses mamárias

Com a evolução dos implantes mamários é cada vez mais fácil caminhar neste sentido. Hoje
temos formatos mais anatômicos com bordas superiores que conferem um caimento
extremamente natural ao colo. Tais próteses mesmo em volumes maiores agregam
naturalidade ao resultado.

Como escolher o volume da prótese de silicone?

Além da tendência e dos padrões a serem seguidos, outros fatores são fundamentais para a
escolha do implante ideal e do volume adequado.

A harmonia do conjunto deve ser levada em consideração, envolvendo medidas do tórax,
quadril e adjacências. Além disso, os hábitos de vida muitas vezes acabam por direcionar a
escolha do volume das próteses em um ou outro sentido, como por exemplo pacientes
esportistas, bailarinas, modelos e etc.

As medidas do tórax são avaliadas a fim de se definir os pontos ou proporções ideais que a
nova mama deve apresentar, sendo daí feita a escolha do volume a ser utilizado. Cada volume
de prótese corresponde a medidas específicas que devem idealmente ser respeitadas, a fim de
preencher o tórax da melhor forma possível.

Ainda há quem goste das mamas volumosas

Apesar da tendência à naturalidade, ainda recebemos em consultório um número considerável
de mulheres que idealizam uma mama mais arredondada, com um colo bem demarcado e
com volume grande.

O bom cirurgião deve estar preparado para ouvir e atender as expectativas das pacientes,
sempre pontuando os prós e contras e atualizando as mulheres sobre as práticas mais
modernas.

Dr. Guilherme Ribeiro

cirurgião plástico que se dedica à cirurgia plástica há mais de 15 anos, em uma trajetória pautada pela ética, excelência técnica e constante atualização.