Entre em contato conosco

Home » Blog

Blog

Mamas separadas – O silicone pode resolver?

As mamas muito “separadas” te incomodam? Essa característica é uma das queixas mais frequentes das mulheres em consultório. Mas, afinal, é ou não é possível aproximar os seios em uma mamoplastia?

 

1ª informação importante: as mamas levemente lateralizadas são consideradas naturais!

Em primeiro lugar, deve-se entender que é NATURAL o aspecto levemente lateralizado das mamas, especialmente em quem tem o tórax mais largo e menor volume mamário. Assim, enquanto algumas mulheres apresentam naturalmente os seios bem acolhidos, que ficam “juntinhos” dentro do sutiã ou do biquíni, outras pacientes têm, por uma questão fisiológica e de formação corporal, os seios mais separados, com um espaço médio a grande entre as mamas.

 

Como melhorar seios muito separados?

 

Se você é do time que apresenta mamas muito separadas e que se incomoda com essa característica, é importante procurar um cirurgião plástico para avaliar se é ou não possível amenizar a queixa no seu caso.

De maneira geral, alguns tipos de próteses mamárias – de modelos e volumes específicos – podem sim melhorar um pouco o aspecto das mamas separadas, deixando-as levemente mais centralizadas. No entanto, é fundamental manter expectativas realistas em relação aos resultados, já que na maioria das vezes não conseguimos aproximar muito as mamas.

 

Mamas coladas – Você conhece a Sinmastia?

Na contramão de quem deseja aproximar os seios, outras pacientes sofrem com as mamas coladas em demasia. A chamada sinmastia é uma condição, que pode ser congênita ou provocada, em que há um descolamento da pele do peito entre os seios, criando uma ligação ou ponte entre as mamas, que ficam com aspecto “grudado”. Em alguns casos de sinmastia, a causa do problema pode ser a realização inadequada de uma cirurgia mamária, principalmente quando o volume escolhido das próteses é desproporcional à estrutura física do tórax da paciente.

A correção do problema deve ser feita por meio de uma cirurgia específica, que pode envolver a troca de implantes, a retirada de pedaço da cápsula (capsulectomia) na parte externa e central do peito ou a costura interna dos tecidos, redesenhando a curvatura das mamas.

 

O ideal, para resultados satisfatórios em qualquer mamoplastia, é sempre expor suas inseguranças para o seu cirurgião e juntos avaliarem as melhores alternativas disponíveis.

 

 

Dr. Guilherme Ribeiro

cirurgião plástico que se dedica à cirurgia plástica há mais de 15 anos, em uma trajetória pautada pela ética, excelência técnica e constante atualização.