Entre em contato conosco

Home » Blog

Blog

Por que as mamas caem?

A flacidez e a queda das mamas estão entre as queixas mais comuns das mulheres em consultório.

 

Por que as mamas caem?

 

São diversos os fatores que podem favorecer a queda ou ptose das mamas, entre eles:

  • O processo de #envelhecimento e a perda de firmeza cutânea;
  • As oscilações de peso, com variação de volume e tamanho das mamas;
  • As alterações hormonais e corporais em uma gestação;
  • O processo de crescimento abrupto das mamas durante a puberdade ou durante a gravidez;
  • E a tendência genética à flacidez cutânea.

 

Afinal, o que é considerado um seio “flácido”?

De forma técnica, a ptose mamária pode ser classificada em diferentes graus, que variam de acordo com a intensidade da queda dos seios:

  • Grau I: mínima queda;
  • Grau II: queda, mas com mamilo acima do sulco submamário;
  • Grau III: queda, mas com mamilo na altura do sulco submamário;
  • Grau IV: mamilo abaixo do sulco submamário.

Só um cirurgião plástico saberá avaliar se as mamas têm aspecto apenas natural ou se, de fato, possuem afecções estéticas instaladas, além de determinar o grau de ptose mamária em cada paciente, levando em consideração a estrutura da mama e do tórax da mulher.

 

Pacientes jovens também podem ter mamas com queda?

 

Sim. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, as mamas “caídas” também podem afetar pacientes jovens, em situações nas quais há comprometimento do sistema elástico de sustentação das mamas, tais como perda acentuada de peso, aumento excessivo de peso, uso de corticosteroide por muito tempo e características hereditárias. Por isso, a cirurgia de lifting mamário também pode ser feita em mulheres jovens, desde que se tenha concluído todo o desenvolvimento mamário.

 

 

É verdade que as próteses de silicone podem levantar as mamas, sem a necessidade da cicatriz em T invertido?

 

Não. Muitas pessoas acreditam que a colocação das próteses de silicone pode ajudar a suspender as mamas, mas isso NÃO acontece. Os implantes têm como objetivo conferir volume, formato e consistência aos seios, mas não são capazes de elevar as mamas com queda. Pelo contrário: o uso de próteses exageradamente volumosas pode forçar a mama a favor da gravidade, potencializando a #flacidez e a ptose mamária.

 

Então como tratar a flacidez?

 

O ideal, para corrigir a flacidez nos seios é optar pela mastopexia ou lifting mamário, cirurgia que visa promover o “levantamento” das mamas com queda por meio da retirada de pele e tecido gorduroso.

O procedimento é feito com incisões ao redor da aréola e nos vetores vertical e horizontal das mamas. Após ser retirado o excesso de pele, os tecidos da mama são reposicionados para sutura. Em determinados casos, quando a mama natural não possui tecido suficiente para ser reconstruída harmonicamente, indicamos a associação da mamoplastia de aumento, com a colocação da prótese de silicone.

 

Dr. Guilherme Ribeiro

cirurgião plástico que se dedica à cirurgia plástica há mais de 15 anos, em uma trajetória pautada pela ética, excelência técnica e constante atualização.