Entre em contato conosco

    Home » Blog

    Blog

    Próteses mamárias – A escolha do volume ideal

    A escolha do implante de silicone ideal deve ser sempre individualizada e respeitar uma série de fatores que contribuem para uma mama harmônica e bela. Não devemos pensar somente em mililitros ou volume, mas também no formato e projeção das próteses, no tipo de corpo da paciente e nas suas expectativas.

     

    As características corporais e a escolha do volume adequado

    As medidas do tórax são avaliadas a fim de se definir os pontos ou proporções ideais que a nova mama deve apresentar, sendo daí feita a escolha do volume a ser utilizado. Cada volume de prótese corresponde a medidas específicas que devem idealmente ser respeitadas, a fim de preencher o tórax da melhor forma possível.

    É muito importante frisar que o volume que parece adequado a uma paciente pode não o ser o mesmo volume ideal para uma amiga, mesmo quando elas são muito parecidas. Assim, a escolha da prótese a ser utilizada deve respeitar a individualidade de cada pessoa, a fim de caminhar em direção a resultados melhores e mais duradouros.

     

    Os hábitos de vida da paciente condizem com o volume desejado?

    Por fim, além da análise das características físicas da mulher, é importante também entender quais são os hábitos de vida dessa paciente e o que é fundamental para ela em sua rotina. Um exemplo: quem não abre mão da prática de exercícios intensos no cotidiano, como corrida, dança e esportes, deve dar preferência às próteses menos volumosas, que não influenciam no desempenho dessas atividades.

     

    O volume errado

    Optar por próteses muito volumosas, de tamanho inadequado, pode provocar algumas consequências negativas no futuro, como:

    • O surgimento de estrias;
    • A queda precoce das mamas;
    • O aspecto estético artificial e em desarmonia com o restante do corpo;
    • Dores nas costas e nos ombros, devido ao peso dos implantes;
    • E as alergias ou irritações no sulco infra mamário, quando a parte inferior das mamas encosta no abdome.

     

    Além de todas essas alterações, quem opta por um tamanho maior de prótese e depois deseja voltar atrás, diminuindo o volume das mamas, precisa ter o conhecimento de que reverter o procedimento nem sempre é simples. Enquanto a mamoplastia de aumento envolve poucas incisões, a cirurgia para troca de implantes pode, muitas vezes, demandar também a retirada de pele, com cortes mais extensos que deixam cicatrizes maiores aparentes.

     

    Por isso, se você pretende realizar uma mamoplastia de aumento, pense bem, converse com o seu cirurgião e escolha de forma responsável o volume da sua prótese.

     

     

    Dr. Guilherme Ribeiro

    cirurgião plástico que se dedica à cirurgia plástica há mais de 15 anos, em uma trajetória pautada pela ética, excelência técnica e constante atualização.