Entre em contato conosco

    Home » Blog

    Blog

    Sou jovem e minhas mamas são caídas. Isso é normal?

    Sim, é normal. A ptose mamária pode ocorrer por diversos fatores que vão muito além do processo de envelhecimento. A tendência genética, a qualidade da pele da paciente, o volume das mamas e o processo de crescimento abrupto durante a puberdade são alguns desses fatores que podem favorecer a queda das mamas de forma precoce.

    Vale ressaltar que, apesar da sociedade atual apontar como “belos” os seios redondos e extremamente empinados, existem diversos outros formatos de mamas que fogem a este padrão imposto e que nem sempre possuem problemas de ordem estética ou têm a indicação cirúrgica.

     

    A solução para queda mamária

     

    A melhor alternativa para tratar a queda das mamas é a Mastopexia, cirurgia também conhecida como Lifting Mamário, que visa fazer o “levantamento” das mamas, restaurando o seu aspecto estético e jovial.


    A cirurgia pode ser feita com anestesia local e sedação, peridural ou geral, dependendo da escolha do cirurgião em conjunto com o paciente e anestesista. O procedimento é realizado em ambiente hospitalar com toda infra-estrutura e segurança. A incisão compreende, normalmente, toda a aréola e os vetores vertical e horizontal das mamas. Após ser retirado o excesso de pele, os tecidos da mama são reposicionados para sutura. Ao final da cirurgia são feitos os curativos especiais, que visam estabilizar as mamas durante a primeira semana de pós-operatório.

    Todas as pacientes devem sair de uma mamoplastia, – seja ela redutora, mastopexia ou de aumento – com um sutiã especial pós-cirúrgico.

     

    Com ou sem prótese de silicone?

    Em determinados casos, quando a mama natural não possui tecido suficiente para ser reconstruída harmonicamente, é indicada a colocação da prótese de silicone na Mastopexia, a fim de recuperar formato e consistência à mama. No entanto, nem sempre é necessário colocar as próteses. Existem muitas mulheres que possuem tecido mamário suficiente para realização de uma mastopexia sem prótese. Tudo depende da indicação e das expectativas de cada paciente.

     

    O pós-operatório desta cirúrgica é doloroso?

    Cada pessoa tem um grau de sensibilidade a dor muito particular. Apesar da Mastopexia ser uma cirurgia em que há maior descolamento dos tecidos locais, exigindo uma mobilização muscular mais intensa, a recuperação desta cirurgia tende a ser bem tranquila.

    De qualquer forma, existem recursos dos mais variados para atenuar ou mesmo eliminar a dor e o desconforto. Seguir as orientações médicas é fundamental para um resultado de sucesso.

    Dr. Guilherme Ribeiro

    cirurgião plástico que se dedica à cirurgia plástica há mais de 15 anos, em uma trajetória pautada pela ética, excelência técnica e constante atualização.